7.3.09

Sentimentos de mãe

Olá,

Hoje o Nicolas fez 14 dias e a cada dia a gente se adapta melhor, ele é super bonzinho só chora quando que alguma coisa de fato, estamos muito cansados é claro, mas só de olhar a carinha dele tudo passa.

Dizem que a mulher fica mais sensível depois da maternidade, falam que são os hormônios se organizando. Eu achava que isso era besteira mas definitivamente não é. Ontem eu estava assistindo ao episódio de House que o Luis gravou pra mim e imaginem vocês, me peguei chorando.

Como pode alguém chorar com House? Mas pode sim, dexa eu descrever a cena.

A Dra. Lisa Cuddy adota uma bebezinha que nasceu e foi dada como morta pela mãe adolescente. A médica leva a menina para casa e tem todos os cuidados que uma mãe tem com um filho recém nascido. Em uma certa ocasião o Dr. Wilson vai visitá-la e ela diz que não sente nada pela criança, não sente vínculo ou amor. Ela diz que faz tudo o que a filha "pede" e mesmo assim nada sente.

Bom, passa-se boa parte do episódio e numa dada cena, O Dr. House está abrindo a cabeça de uma paciente quando a Dra. Cuddy liga no meo da cirurgia. Ao fundo ouve-se o choro da bebê logo a imagem cansada da médica.

Uma cena clássica de uma mãe desesperada com o choro de seu recém nascido, ela está tão desesperada que não sabe mais como fazer o bebê se calar. Ela chora junto com a criança e num dado momento perda a paciência e fala de maneira alterada perguntando o que a menina quer.

Nesse momento a bebê se cala e começa a se comunicar com a mãe, uma comunicação que só quem é mãe entende. A Dra. Lisa começa a chorar e entende que naquele momento ela se tornou mãe.

Acho que isso representa muito do sentimento de ser mãe, de cuidar de um bebê tão pequeno, que depende 100% de você. Tudo o que você faz para esse pequeno ser é tudo o que precisa para viver, ele depende de você e do amor que você tem por ele.

Acredito que muitas mães se sentem como a Dra. Lisa, eu mesma me sentia impotente em nã conseguir decifrar o choro do meu bebê nos pimeiros dias, mas acho que a conexão entre mae e filho é rápida, logo a gente aprende o que significa aquele choro, aquele gemido, aquele olhar perdido.

Meu sentimentos são bem claros mas os do Luis eram um mistério para mim, então perguntei pra ele como ele se sentia. Ele não disse nada e foi pra sala, depois de uns minutos ele me chamou e mostrou uma cena de um filme, aí eu entendi como ele estava se sentindo.

Na verdade ele me mostrou uma frase, que dizia o seguinte: "O filho se torna o pai e o pai se torna o filho" (do filme Superman 2). Acho que essa frase resume os sentimentos dele e os meus, estamos aprendendo a ser pais e não mais os filhos.

Ainda temos muito o que aprender e o nosso Nicolas muito a nos ensinar.

scrapbj
Luciana

4 comentários:

Vivi Morais disse...

Lu... que lindo... estou com os olhos cheios de lágrimas aqui... não sou mãe (e confesso não querer ser) mas cada vez que leio/ouço um depoimento desse eu me encho em lágrimas...

Não nos conhecemos pessoalmente, na verdade nos conhecemos muito pouco, mas desde a troca da página para o seu mini, no SBB, vi como querida você é.

Desejo para vocês, você e seu esposo, tudo de bom neste momento de descobertas!!!

Bjs

Cristina Tronco disse...

oi lu!
Emocionante seu post!
acredita que acabei de ver esse HOUSE? passou a reprise ás 16h!
a cena é realmente tocante! linda!

que cada dia você compreenda melhor e se encante cada vez mais com seu bebe!
bjusss

Erika disse...

Querida, é assim mesmo!! Vc vai chorar até me propaganda de carro. HAHAHA!!
É bom D+ ser mãe, isso é o que é mais lindo!! Curta muito e em breve nos veremos.
Bjocas

Bianca Sabbag disse...

Lu, me emocionei!
Lindo o que vc escreveu!
Beijos no Nicolas e na mamãe!
Bjs